Bem vindo ao site Porto Notícias, Segunda-Feira, 21 de Agosto de 2017
Notícias
Porto dos Gaúchos
Juara
Tabaporã
Novo Horizonte
Regionais
Estaduais
Brasil
Mundo
Política
Executivo
Legislativo


Se você já precisou da Polícia Militar de Porto dos Gaúchos, como você avalia o atendimento que teve?
Bom
Ruim
Ótimo
Péssimo

 Estaduais
     
8 de Junho, 2017 - 09:05
Jornalistas e patrões definem novo piso salarial de R$ 2.400,00 em Mato Grosso

Após seis rodadas de negociação, mediadas pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego de Mato Grosso, o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor/MT) firmou hoje (07/06), junto às empresas de comunicação, o acordo coletivo da categoria, com vigência entre maio de 2017 e abril de 2018. O momento é demasiado oportuno, pois, na data de hoje, a entidade sindical completa 45 anos de existência.


O piso salarial para o jornalista no estado passa para R$ 2.400 e o reajuste salarial (para quem ganha mais que o piso) é de uma correção de 3,99% (INPC acumulado) mais 5% de ganho real. Nesta última rodada, participaram os representantes dos sites RD News e Repórter MT, da TV Band e do Jornal Circuito Mato Grosso.


“Este não foi o piso reivindicado pela categoria, mas avançamos na discussão de valorização financeira do trabalhador, quando nós decidimos, em assembleia, desassociar o piso e reajuste salarial”, avalia Sílvia Calicchio, uma das diretoras colegiadas do Sindjor/MT.


A diretoria do Sindjor/MT destaca que a jornada legal do jornalista é de cinco horas diárias, conforme está previsto no artigo 303 da CLT, e, portanto, tal piso salarial é para essa carga horária.


Dentre os pontos de inovação do acordo coletivo, pode ser destacada a inclusão das normativas para concessão de jornada estendida. A CLT prevê, também, que é possível aumentar a jornada regular do jornalista para até sete horas diárias, desde que previsto em contrato, que respeite o intervalo intrajornada e que seja pago aumento de salário na forma estabelecida. O novo acordo coletivo fixa um acréscimo de 50% no valor das horas ampliadas.


Pode-se destacar, ainda, a manutenção da licença maternidade de 180 dias e o avanço da potencial ampliação da licença paternidade em até 10 dias, caso o jornalista pai apresentar certificado de curso de “pai responsável”.


As empresas já podem conceder os novos patamares financeiros e a próxima etapa é a formatação do acordo (já que o texto de algumas cláusulas sofre alteração em mesa de negociação), que será disponibilizado no site do Sindjor/MT.


O sindicato também continuará fazendo gestão junto à Superintendência Regional do Ministério Trabalho e Emprego de Mato Grosso (MTE/MT) para que haja fiscalização das condições de trabalho do jornalista e do cumprimento das legislações da categoria.


Jornada estendida


É importante esclarecer que a jornada regular do jornalista (considerando as cinco horas diárias) é de 150 horas mensais. Em caso de extensão para sete horas diárias, a carga passa a ser de 210 horas mensais, pois é considerado, também, o descanso semanal remunerado. E o acordo coletivo firmado estabelece um acréscimo salarial de 50% em comparação à hora normal nas 60 horas excedentes. 


Dessa forma, para estender a jornada do jornalista para sete horas diárias, é necessário dividir o salário por 150, multiplicar o resultado por 1,5 (acréscimo de cada hora) e multiplicar o resultado por 60 (número de horas acrescidas por mês). Se for considerado o novo piso salarial, o acréscimo é de R$ 1440,00 (2400 / 150 * 1,5 * 60) e, portanto, o piso para este caso é de R$ 3.840.


A diretora colegiada Priscila Mendes explica que é importante que as empresas formalizem a jornada estendida, pois não se pode compará-la com o pagamento de horas extraordinárias. “Nossa categoria não busca esse artifício, nós queremos é ser valorizados pela nossa jornada regular, que é de cinco horas. Mas, em caso de fazer de forma sistemática a sexta e sétima hora, que sejam pagas de forma decente. É preciso que o patrão entenda que, como diz o nome, a hora extraordinária deve ser rara”.

Fonte: Assessoria / Sindjor-MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Estaduais
18/08/2017
17/08/2017
16/08/2017
15/08/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Opiniões
Porto dos Gaúchos
Juara
Tabaporâ
Novo Horizonte
Regionais
Estaduais
Brasil
Mundo
Política
Executivo
Legislativo
Copyright © 2017 - Porto Notícias