Bem vindo ao site Porto Notícias, Segunda-Feira, 21 de Agosto de 2017
Notícias
Porto dos Gaúchos
Juara
Tabaporã
Novo Horizonte
Regionais
Estaduais
Brasil
Mundo
Política
Executivo
Legislativo


Se você já precisou da Polícia Militar de Porto dos Gaúchos, como você avalia o atendimento que teve?
Bom
Ruim
Ótimo
Péssimo

 Mundo
     
17 de Abril, 2017 - 09:54
Deputados venezuelanos denunciam tortura contra opositores presos

Deputados da oposição venezuelana acusaram neste domingo, 16, o governo do presidente Nicolás Maduro de torturar os irmãos Alejandro e José Sánchez, dois dirigentes do partido Primero Justicia (PJ), que haviam sido presos na manifestação antichavista de quinta-feira.


“Houve tortura física e psicológica”, disse o deputado Tomás Guanipa, do PJ. “Alejandro ficou pendurado por um braço por 48 horas e jogaram gasolina na sua roupa. Sua mãe passou por quimioterapia e disseram que ela poderia deixar de ter sorte a qualquer momento. Além disso, contaram detalhes do dia a dia de sua namorada.”


Segundo Guanipa, os dois irmãos foram ameaçados de morte caso não denunciassem deputados do PJ de “cometer atos falsos”. O partido acusou 37 funcionários públicos, entre eles policiais, de participarem de atos de tortura.


“Há uma lista de 37 agentes do Sebin (serviço de inteligência), do CICPC (polícia científica) e do tribunal de controle de Caracas que são responsáveis”, afirmou o deputado Juan Miguel Matheus.


"Denunciamos seu desaparecimento forçado ao Ministério Público e denunciamos os tratamentos cruéis e desumanos ao Alto Comissariado das Nações Unidas", disse Matheus.


Segundo o governador de Miranda, Henrique Capriles, que perdeu as últimas eleições presidenciais para Maduro, 24 lojas foram saqueadas no Estado durante o fim de semana.


Capriles assegurou que padarias, sapatarias, lojas de bebidas, uma fábrica e pequenos estabelecimentos foram saqueados por agentes do governo. Maduro diz que os saques são culpa de Capriles.


As manifestações têm resultado em violentos confrontos com a força de segurança pública, deixando 5 mortos e 117 detidos, segundo o governo. Governo e oposição prometem “ocupar” as ruas de Caracas na quarta-feira em manifestações contra e a favor do chavismo. 


 


 

Fonte: estadão.com
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Mundo
17/08/2017
15/08/2017
12/08/2017
09/08/2017
08/08/2017
27/07/2017
25/07/2017
15/07/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Opiniões
Porto dos Gaúchos
Juara
Tabaporâ
Novo Horizonte
Regionais
Estaduais
Brasil
Mundo
Política
Executivo
Legislativo
Copyright © 2017 - Porto Notícias