Bem vindo ao site Porto Notícias, Sábado, 19 de Agosto de 2017
Notícias
Porto dos Gaúchos
Juara
Tabaporã
Novo Horizonte
Regionais
Estaduais
Brasil
Mundo
Política
Executivo
Legislativo


Se você já precisou da Polícia Militar de Porto dos Gaúchos, como você avalia o atendimento que teve?
Bom
Ruim
Ótimo
Péssimo

 Política
     
15 de Maio, 2017 - 09:45
Janaina vai pedir CPI para investigar arapongagem no Governo Taques

A deputada Janaina Riva (PMDB), vítima de grampo de telefônico por parte do Governo Pedro Taques (PSDB), vai propor na sessão de terça (16) a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a prática ilegal de “arapongagem” denunciada pelo ex-secretário de Segurança Pública, promotor Mauro Zaque.


Por meio de nota, a peemedebista disse que o chefe do Executivo agiu de forma covarde ao imputar  a membros do Ministério Público uma conduta criminosa que - por ação ou por omissão - foi praticada pelo tucano e  Polícia Militar.


“A CPI se justifica especialmente em razão do absurdo que significa o ainda governador Pedro Taques, com seu autopropalado saber jurídico, se limitar a alegar desconhecimento acerca da matéria e covardemente buscar fugir ao problema”, diz trecho da nota. 


Janaina também considera estarrecedor a utilização do  sistema "barriga de aluguel", para inserir telefones de terceiros em meio a investigações policiais em curso para espionar agentes públicos, assim como particulares de interesse do governo.


“Dois terminais telefônicos de titularidade da deputada Janaina Riva foram grampeados por vários meses, o que, além de uma gravíssima infração às garantias fundamentais e parlamentares, representou uma devassa da sua intimidade pessoal, familiar e profissional."


Além da CPI,  Janaina Riva apresentará pedido de investigação criminal à Procuradoria Geral da República e ao Conselho Nacional de Justiça. 


Além da peemedebista, o jornalista José Marcondes, o Muvuca,  e o advogado  José Patrocínio também foram grampeados. O Fantástico exibiu a denúncia neste domingo (14).


Veja nota na íntegra: 


A deputada Janaina Riva vem a público manifestar sua profunda indignação com os lamentáveis atos de invasão indevida à sua intimidade e à privacidade de inúmeros outros cidadãos do Estado do Mato Grosso.


O que foi praticado por dirigentes de alto escalão do Governo Pedro Taques, conforme apuração jornalística da Rede Globo, demonstra que atos de governo foram realizados em detrimento dos direitos mais básicos dos indivíduos (intimidade e privacidade) com o objetivo escuso de, ao que tudo indica, fomentar políticas tortas e levianas de ataque à oposição, a inimigos e a autoridades. Em suma, na falta de bons argumentos e de projetos de governo de qualidade, almejou o Governo Pedro Taques silenciar a oposição através de práticas criminosas.


Com efeito, nos últimos dias, uma equipe séria de repórteres profissionais e de cacife nacional noticiou a existência de vergonhosas interceptações telefônicas ilegais no Estado de Mato Grosso, notadamente de políticos, advogados, jornalistas e particulares que, de alguma forma, se dedicaram com empenho a fiscalizar os atos praticados pelo Poder Executivo Estadual.


A Deputada Janaina Riva afirma que, por incrível que possa parecer, ainda mais estarrecedor do que a peculiar e constante arrogância do Governador Pedro Taques, foi a utilização, como "barriga de aluguel", da insigne corporação da Polícia Militar do Mato Grosso e do Poder Judiciário local para fazer inserir diversos terminais telefônicos de terceiros em meio a investigações policiais em curso para espionar agentes públicos, assim como particulares de interesse do governo.


Dois terminais telefônicos de titularidade da deputada Janaina Riva foram grampeados por vários meses, o que, além de uma gravíssima infração às garantias fundamentais e parlamentares, representou uma devassa da sua intimidade pessoal, familiar e profissional.


Por entender que não há espaço para práticas desse nível rasteiro no Brasil, a deputada Janaina Riva proporá na próxima terça-feira a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar a prática ilegal de arapongagem por parte do primeiro escalão do Governo Pedro Taques.


A CPI se justifica especialmente em razão do absurdo que significa o ainda governador Pedro Taques, com seu autopropalado saber jurídico, se limitar a alegar desconhecimento acerca da matéria e covardemente buscar fugir ao problema, imputando a membros do Ministério Público uma conduta criminosa que - por ação ou por omissão - foi praticada por ele próprio, chefe do Poder Executivo e da Polícia Militar. 


Pedro Taques, na qualidade de Comandante Máximo da Polícia Militar, não pode pretender fugir à responsabilidade, que é sua, pela ocorrência desses lamentáveis episódios.


Além da CPI, a Deputada Janaina Riva apresentará pedido de investigação criminal à Procuradoria Geral da República e ao Conselho Nacional de Justiça. 


Certa de que a impunidade do ainda governador Pedro Taques não será tolerada pela população do Estado do Mato Grosso, a deputada Janaina Riva reitera a sua confiança nas instituições do Estado do Mato Grosso e afirma que fará tudo o que estiver ao seu alcance para que os responsáveis por tamanhos desmandos sejam exemplarmente punidos. 

Fonte: RD News
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Política
17/08/2017
15/08/2017
14/08/2017
09/08/2017
04/08/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Opiniões
Porto dos Gaúchos
Juara
Tabaporâ
Novo Horizonte
Regionais
Estaduais
Brasil
Mundo
Política
Executivo
Legislativo
Copyright © 2017 - Porto Notícias