PDT exige espaço para Pivetta e admite até rompimento com Mauro

Presidente do partido, deputado Zeca Viana afirma que vice-governador eleito pretende colaborar na área de infraestrutura do Estado

Presidente regional do PDT, o deputado estadual Zeca Viana (PDT) revelou que a aliança com o governador eleito Mauro Mendes (DEM) pode acabar antes mesmo da troca de Governo, que acontece no dia 1º de janeiro de 2019. Segundo Viana, o PDT reivindicará espaço de destaque para o vice-governador eleito, Otaviano Pivetta (PDT) na gestão.

Viana explica que Mendes precisa dar autonomia para Pivetta na gestão estadual, ou então, o vice terá dificuldades para apoiar o governador democrata. O parlamentar avalia que o correligionário tem “bagagem política” para colaborar com o Estado e “não será figurante” no Governo.

“Eu sinto certo desanimo do próprio Otaviano Pivetta. Ele é uma pessoa que tem uma visão fantástica administrativa, um conhecimento fantástico administrativo, tem uma seriedade indiscutível e está ficando muito sozinho, mas ele não gosta disso. Se ele ver que não está sendo aproveitado, pode até haver este descontentamento e fazer com que ele fique em uma situação desconfortável com o próprio governador”, comentou o deputado em entrevista a Rádio Capital FM.

Viana conta que Pivetta não quer privilégios, mas quer espaço para expor suas ideias e contribuir com o desenvolvimento do Estado. Para isso, ele destaca ser necessário que o próprio governador eleito entenda o posicionamento do seu vice.

“Mauro precisa entender e abrir o conhecimento logo com ele. Porque ele não vai deixar o nome dele para um Governo que não vai estar no caminho correto. Se Pivetta não for colocando espaço, para que pratique as suas ideias e o seu conhecimento em prol do desenvolvimento do crescimento do Estado, ele vai ter dificuldade de continuar com o Governo. Isso eu tenho certeza absoluta”, colocou.

Porém, o presidente do PDT em Mato Grosso acredita que haverá entendimento entre o governador e o vice. Segundo ele, o próprio Mauro demonstrou interesse que Pivetta seja um vice participativo na gestão.

“Já conversei com Mauro, ele está aberto para discutir com ele (Pivetta) a participação. Seria uma coordenação de obras, alguma coisa que ele tenha que participação, para que ele deixe resultado pela experiência nesses 20 anos de vida pública”.

Fonte :

Folha Max

Deixe seu comentário: