Desaparecido desde 2009, funcionário de supermercado é encontrado morto atrás de freezer

Um homem que desapareceu em 2009 nos Estados Unidos foi encontrado, morto, atrás de um refrigerador no supermercado em que trabalhava – e que foi fechado em 2016.

Investigadores de Iowa, nos EUA, afirmam que Larry Murillo-Moncada, de 25 anos, teria caído num vão de 45 centímetros entre a parede e o refrigerador do supermercado No Frills, no condado de Bluffs.

O barulho dos compressores refrigeradores provavelmente abafou os pedidos de socorro de Murillo-Moncada, diz o sargento Brandon Danielson, que investigou o caso.

Como a polícia não encontrou nenhum sinal de violência, a morte foi declarada como acidental e o caso foi encerrado.

O corpo foi encontrado em janeiro passado no local, que hoje abriga uma loja – e que fica a pouco mais de 1,5 km da casa de Murillo-Moncada. Por estar em avançado estado de decomposição, o corpo foi identificado somente na semana passada, depois de uma autópsia. Segundo a rede de televisão americana CNN, foi preciso usar amostra do DNA dos pais na identificação.

“Você não ouve coisas como essas nessa região”, disse o sargento Danielson que, em 2009, era responsável pelo caso do desaparecimento do rapaz. “Temos pessoas desaparecidas o tempo todo, mas esse caso foi único”, afirmou o policial à rede de televisão KETV, de Nebraska.

Surto

O desaparecimento de Murillo-Moncada foi comunicado depois do Dia de Ação de Graças, em 26 de novembro. Segundo relatos de parentes, ele fugiu da casa dos pais descalço e sofrendo de alucinações.

Ele saiu sem as chaves e sem o carro, contaram os pais do homem à imprensa local à época do desaparecimento. O episódio ocorreu durante uma nevasca. Depois disso, Murillo-Moncada não mais foi visto pelos pais.

“Ele estava ouvindo vozes que diziam para ele comer açúcar”, contou a mãe em 2009. “Ele sentia que o coração estava batendo rápido demais e acreditava que, se comesse açúcar, o coração bateria tão rápido”.

A roupa azul achada junto ao corpo bate com a descrição feita pelos pais de Murillo-Moncada à época do desaparecimento.

Equipes que estavam desmontando as prateleiras do supermercado encontraram o corpo de Murillo-Moncada atrás de um refrigerador de aproximadamente 3,6 metros de altura.

Acredita-se que ele tenha caído neste vão depois de subir nos refrigeradores.

O sargento Danielson disse na segunda-feira que a mãe de Murillo-Moncada havia suspeitado que o filho poderia estar no supermercado.

Fonte :

BBC News

Deixe seu comentário: