Home Estaduais “Implantação da Patrulha Rural é exemplo da aplicação correta de nossos impostos”, avalia presidente da Acrimat

“Implantação da Patrulha Rural é exemplo da aplicação correta de nossos impostos”, avalia presidente da Acrimat

5 min ler
0

Lançada nesta terça-feira (05.10) pelo Governo do Estado, a Patrulha Rural Georreferenciada tem sido bem recebida pelos representantes do setor produtivo, a exemplo do presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Oswaldo Pereira Ribeiro Júnior, presente na cerimônia de lançamento em Cuiabá.

Oswaldo avaliou o policiamento rural como um exemplo da correta aplicação dos impostos pagos pela população. Além disso, o presidente da Acrimat parabenizou o governador Mauro Mendes por ser uma iniciativa que não atenderá apenas aos grandes produtores, mas também aos pequenos e médios.

“Sempre que sentamos junto com o governador, cobramos nossas demandas e a aplicação correta de nossos impostos. Este é um exemplo da aplicação correta destes recursos: o lançamento dessa patrulha. O mais importante disso é a aproximação do governo com nossos produtores, seja ele pequeno, grande ou médio. Um Estado que é essencialmente conhecido pelo agronegócio não poderia ficar descoberto”, disse Oswaldo.

A Patrulha Rural foi inspirada no modelo realizado pelo estado vizinho, Goiás, e adaptado para as dimensões territoriais de Mato Grosso. Este modelo foi acompanhado de perto pelo vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Olavo Pugliesi de Castro, que esteve em Goiás conhecendo a atuação do policiamento rural.

“Eu tive a satisfação de estar em Goiás e conhecer o patrulhamento que é realizado e o que me chamou a atenção é que o tenente-coronel Cândido na ocasião disse ‘vamos melhorar muito este serviço em nosso estado’. E isso aconteceu e está acontecendo: quando a gente vê as viaturas, fardas e esse investimento de R$ 35 milhões, dá uma esperança muito grande para nós que somos do meio rural”, disse o vice-presidente da Famato.

Funcionamento

A Patrulha Rural Georreferenciada segue o calendário do agronegócio e tem como objetivo o enfrentamento e redução de índices de violência no campo. A Polícia Militar realiza o cadastramento das propriedades, onde posteriormente é tirada a posição georreferenciada e fixada uma placa com o número de identificação. O contato feito entre moradores do campo e polícia é por meio de grupos de whatsapp.

Ao todo, estão sendo investidos R$ 35 milhões para aquisição de 30 viaturas, fardamento, armamento, drones e GPS. Mais de 120 policiais militares vão atuar nos 15 Comandos Regionais do estado em jornadas de 5 a 7 dias.

Em Rondonópolis, a iniciativa já está em pleno funcionamento, com um total de 1.600 propriedades rurais cadastradas nos 15 municípios que compõem o 4º Comando Regional da PMMT.

Julia Oviedo | Sesp-MT

 

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Estaduais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =

Verifique também

Porto dos Gaúchos é contemplado em dois projetos pela SECEL-MT, e vai realizar decoração de Natal e Jornada Cultural

O município de Porto dos Gaúchos foi contemplado em dois projetos no Edital MT AFLUENTES d…