Juara, terra de oportunidades; por Aparicio Cardozo

Viver em Mato Grosso é bom, mas viver em Juara é demais de bom

Localizado na microrregião do Vale do Arinos, distante 690 km da capital Cuiabá, com 35 mil habitantes, segundo o IBG, Juara é conhecida por suas grandezas, a começar pela extensão territorial. O município tem 22.622 Km² de área, sendo maior do que países como El Salvador; Israel; Eslovênia; Kuwait; País de Gales e tem o dobro da área dos países como Jamaica; Líbano; Catar e tem mais de três vezes o tamanho da Palestina, que possui 6.020 km², onde compreende a Cisjordânia (5.660 km²) e a Faixa de Gaza (360 km²).

Juara é maior que o Estado de Sergipe, que possui 75 municípios e uma população de 2.219.574 habitantes (IBGE), e quase quatro vezes o tamanho do Distrito Federal.

Em comparação territorial com os municípios mais ricos de MT, Juara tem mais de seis vezes o tamanho de Lucas do Rio Verde; Mais de 05 vezes o tamanho do município de Sinop; Mais do dobro da área do município de Sorriso, o maior produtor de grãos do País; Mais do dobro da área territorial de Nova Mutum, outro expoente nacional na área da produção agrícola

 

Pecuária

Parque de Exposições da Acrivale

A pecuária é exuberante, com um rebanho bovino de mais de 931 mil cabeças, ficando sempre entre os três maiores produtores de Mato Grosso e entre os 10 maiores do Brasil.

Mas não é só a quantidade que conta, a qualidade do rebanho bovino de Juara é das melhores do país, graças aos investimentos feitos pelos pecuaristas locais, que investem em tecnologia e melhoramento genético, fazendo que a nossa carne seja saboreada e preferida por mercados exigentes como a China, entre outros e breve será exportada os Estados Unidos.

Possuímos duas plantas frigoríficas, sendo uma do JBS (SIF) e Frigorífico Castelo (SIM), o abate de bovinos nessas duas plantas, chega em média a cerca de 800 cabeças ao dia.

A agricultura chegou e a pecuária não encolheu, a produção continua mais adensada e o número de rebanho bovino continua estável, devido ao grande número de pecuaristas que investem em confinamento, semi-confinamento e melhoramento genético.

Área aberta

Juara tem grandes areas preservadas

Juara tem um total de 552.672 hectares, que possuem nível de aptidão a exploração de agricultura mecanizada, sendo que dessa totalidade, 252.706 hectares são altamente favoráveis a exploração da agricultura mecanizada. (IMEA)

A área plantada com agricultura em Juara se aproxima de 150 mil hectares, sendo que a soja e o milho são as principais culturas, que estão sendo produzidas, mas o algodão deve começar a ser plantado em um curto espaço de tempo. Porém, a capacidade de expansão pode chegar a cerca de 550 mil hectares, ultrapassando muitos municípios que hoje são considerados os maiores produtores do estado.

O município possuiu um grande número de assentamentos rurais, onde se concentram pequenos e médios produtores, que criam gado e sobrevivem também, da agricultura familiar

Armazenagem

Devido ao grande crescimento da produção agrícola, Juara possuía um déficit na armazenagem de grãos, mas os próprios produtores passaram a investir na construção de armazéns em suas fazendas e aos poucos esse problema vem sendo amenizado, mas, sempre haverá espaço para novos investimentos, gerando mão de obra, emprego e renda para o município.

Preservação ambiental

Juara ainda possui uma das maiores áreas preservadas do estado e da Amazônia, além de duas aldeias indígenas, Japuranã, Apiaká Kaiabi.

Potencial hídrico

Como disse no início desse texto, Juara se destaca pela sua grandiosidade e uma dessas grandezas está no setor hídrico, pois o município possui aproximadamente 6.756 cursos d’água, entre Rios, Córregos ou Igarapés, sendo que três grandes rios banham o município, sendo eles, o Arinos, Sangue e Rio dos Peixes e na divisa com Alta Floresta ainda tem o Rio Apiaká, onde três usinas hidroelétricas foram construídas.

Geração de energia elétrica

Esse grande potencial hídrico, proporciona a vinda de grandes investimentos na área de geração de energia elétrica a partir de usinas hidrelétricas.

A Usina Hidrelétrica Castanheira está planejada para ser construída no rio Arinos (bacia hidrográfica do rio Juruena), no município de Juara e terá uma potência instalada de 140 MW, com uma área do reservatório de 94,7 km², no tipo de operação: A fio d’água.

O Complexo Hidrelétrico Apiacás está localizado a cerca de 170 km da sede do município, na divisa com Alta Floresta e é composto por duas PCH’s e UHE, sendo: a PCH da Fazenda, gerando 27,0 MW; UHE Salto do Apiacás, com geração de 45,0 MW e PCH Cabeça de Boi, que gera 30, MW, totalizando 102 MW nas três usinas.

Com os dois empreendimentos concluídos, a UHE Castanheira e o Complexo Apiacás, o município de Juara chegará a uma geração de 242 MW de energia elétrica.

Festival de Pesca no Rio Arinos

Além dessas grandes usinas, o município possui uma PCH concluída e vários projetos para futuras construções.

Juara foi gentilmente agraciada pela natureza, onde podemos encontrar inúmeros atrativos turísticos que podem gerar renda para o município de diversas formas.

Nas nossas riquezas naturais temos para oferecer: lindas cachoeiras, pesca esportiva, Feiras Agropecuárias, Turismo Rural, passeios ciclísticos e Rallys Ecológicos.

Mineração

As primeiras análises das prospecções da IMS Engenharia Mineral no noroeste de ato Grosso revelaram potencial de depósitos de minério de ferro no subsolo de Juara, de aproximadamente 3 bilhões ton.

 

Logística:

Em outros tempos Juara já foi fim de linha, mas hoje conta com duas rodovias asfaltadas que ligam o município a outras cidades do estado, como a Rodovia do Vale, que leva até a MT 170, com direção à Juína, Rondônia e noroeste do estado e Campo Novo do Parecis, Tangará da Serra e Cuiabá; e a Baiana, que nos leva para a 163 em Lucas do Rio Verde e sul do estado.

A MT 220, que liga o Vale do Arinos, a partir de Novo Paraná, com a BR 163 por Sinop, ainda falta a pavimentação de 64 kms, mas as obras estão em ritmo acelerado pelo governo do estado e deverão ficar concluída em 2021.

BR 242

Um dos sonhos da região e de Juara é que a BR 242, que pretende ligar o Brasil de Leste a Oeste, da Bahia à Rondônia, passe pelo Vale do Arinos, o que seria o passaporte definitivo para a explosão de crescimento da região e de Mato Grosso.

Malha viária não pavimentada

A grandeza de Juara não fica só nas coisas boas, as deficiências também não são pequenas, já que a malha viária não pavimentada do município, passa de 4.500 km, gerando uma enorme despesa e dificuldades para quem mora no interior e gastos para a administração municipal.

Por estas e outras razoes, Juara é uma terra de oportunidades e te espera de braços abertos.

Aparício Cardozo – entusiasta e sonhador com dias melhores para o Vale do Arinos, meu Estado e para o Brasil.

Leiam os textos de Aparício em www.showdenoticias.com.br – o grande site do Vale do Arinos

FOTOS:

1 –  Facebook de Aparício Cardozo

2 – Prefeitura de Juara

3 – www.portaldoarinos.com.br – Juara 

4 – Boamidia

5 – Site público do Governo de Mato Grosso

Comentários

comentários

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe atender
👋 Olá, como posso ajudar?