Mourão diz que governo falhou em explicar bloqueio na Educação

O presidente interino Hamilton Mourão disse nesta 4ª feira (15.mai.2019) que o governo federal “tem falhado na comunicação” ao explicar o bloqueio no orçamento das universidades federais.

“Precisa [explicar melhor a decisão], como eu acabei de explicar para vocês agora. Se o ministro souber explicar direitinho como as coisas estão acontecendo. Nós temos falhado na nossa comunicação e agora temos a oportunidade lá dentro do Congresso que o ministro vai ter para explicar isso tudo”, afirmou a jornalistas no Palácio do Planalto.

A Câmara dos Deputados convocou para esta 4ª feira o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para prestar esclarecimentos sobre o bloqueio dos recursos. Nesta 4ª, estudantes em todo o país protestam contra a medida.

O general classificou como normais as manifestações e minimizou o efeito negativo que teriam sobre o governo de Jair Bolsonaro.

“Manifestação faz parte do sistema democrático. Desde que seja pacífica, ordeira e não limite o direito de ir e vir das outras pessoas, é uma forma de aqueles que se sentem inconformados têm de apresentarem seu protesto, então é normal”.

Mourão também disse que a capacidade do orçamento para a Educação acaba limitada por conta de despesas pendentes de anos anteriores, os chamados restos a pagar:

“O Ministério da Educação inscreveu e reinscreveu em 31 de dezembro do ano passado R$ 32 bilhões de restos a pagar. Compare com o orçamento dele e veja que é 1 peso grande. E já pagou R$ 7 bilhões disso aí. […] Isso impacta em 1 momento que estamos arrecadando pouco, por isso a necessidade do contingenciamento.”

O general assume interinamente a Presidência da República enquanto Jair Bolsonaro está nos Estados Unidos. Na tarde de 5ª feira, Mourão viaja à China e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, assume o Planalto.

Fonte :

Poder 360

Deixe seu comentário: