Bolsonaro afirma que a imprensa mundial é de esquerda

O presidente Jair Bolsonaro disse na manhã desta segunda-feira (25/5) que a imprensa mundial é de esquerda. A afirmação foi feita a apoiadora que pedia por uma “propaganda melhor” do presidente por parte Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom). De acordo com ela, Bolsonaro não é bem visto no exterior.

“A imprensa mundial é de esquerda. O Trump sofre muito nos EUA também”, disse. Bolsonaro conversou por 16 minutos com apoiadores no Palácio da Alvorada nesta segunda-feira, e não chegou a falar com jornalistas.

O presidente tem sido criticado por veículos de comunicação no exterior. Na última semana, o jornal francês Le Monde publicou um editorial no qual afirmou que Bolsonaro ignora a catástrofe. “Há algo podre no reino do Brasil, onde o presidente Jair Bolsonaro afirma que a covid-19 é uma ‘gripezinha’, um produto da imaginação histérica dos meios de comunicação”, escreveu o jornal.

Em abril, um editorial publicado pelo jornal britânico Financial Times chamou Bolsonaro de Trump dos Trópicos e disse que ele mesmo estava construindo o seu próprio processo de impeachment. O jornal The Guardian publicou texto em março dizendo que Bolsonaro “tem resistido a tomar medidas fortes para parar o contágio do que ele chama de ‘gripezinha'”.

O Wall Street Journal, em abril, repercutiu as falas do presidente que incentivaram pessoas a retornar ao trabalho. No mesmo mês, o jornal americano New York Times, disse que Bolsonaro era o único grande líder mundial que continuava a questionar as medidas de isolamento para combater a pandemia.

Fonte:
Correio Braziliense

Comentários

comentários