Home Estaduais Carretas com soja e milho ficam paradas em trecho com atoleiros na MT-329 no Nortão

Carretas com soja e milho ficam paradas em trecho com atoleiros na MT-329 no Nortão

5 min ler
0

O presidente da Associação dos Produtores da Estrada Cruzeiro do Sul, Rodrigo Dorner confirmou ao Só Notícias, que mais de 30 carretas carregadas com soja e milho estão paradas em dois trechos com atoleiros da rodovia estadual não pavimentada, localizada no município de Tabaporã (200 quilômetros de Sinop). A via possibilita acesso até Nova Canaã, Itaúba, Alta Floresta e ligando MT-220 ligando até Sinop e demais municípios da região atendendo produtores rurais uma área com extensão de mais de 200 mil hectares.

“Essa situação já está assim há mais de três dias próximo ao quilômetro 45. Deu um atoleiro enorme e as carretas não estão conseguindo passar. Ontem, um fazendeiro com trator de esteira e um de pneu conseguiu puxar umas 70 carretas, mas hoje já tem mais de 30 paradas novamente com duas atoladas. Alguns fazendeiros estão levando marmitas para os caminhoneiros. A associação não recebeu nenhum recurso. Foi só feito um reparo. Estamos com um pedaço da estrada e está tudo travado”.

Os motoristas que estão seguindo sentido a Sinop, por exemplo, devem pegar um desvio antes do “postinho e pegar sentido Tabaporã e vir pelo rumo da MT-220, isso dá uma volta de mais de 50km. Sai na MT-220 e liga na MT-325 que liga Alta Floresta e Juara”.

Dorner afirmou ainda que já fez contato com a secretaria de Estado e Infraestrutura e Logística e foi passado fotos ontem. “Mas não tivemos resposta pois eles têm que mandar um engenheiro pra ver, o que deve acontecer hoje. A gente está se mobilizando com os fazendeiros para quando der um sol a gente entrar e tentar fazer um reparo”

O presidente adiantou que os serviços que tem que ser feito agora “é mobilizar agora com os fazendeiros nos temos um problema que é o período de plantio e quando tá no período entressafra é fácil da gente arrumar e agora a gente está num momento que todo mundo está trabalhando, ninguém tem funcionário sobrando na fazenda, os maquinários todos ocupados e é difícil a gente arrumar máquina pra arrumar. Então é um serviço que se o estado não der uma mão para nós vai ser difícil da gente arrumar isso”

Outro lado
Procurada por Só Notícias, a assessoria da secretaria de Estado e Infraestrutura e Logística informou que se posicionará sobre os atoleiros da rodovia e quais serão as medidas emergências adotadas para resolver o problema.

 

Fonte: Redação Só Notícias

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Estaduais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =

Verifique também

Prefeitura de Porto dos Gaúchos vai implantar programa Porteira Adentro que visa beneficiar pequenos produtores

Pensando no pequeno produtor rural, que muitas vezes não tem condições de arcar com a manu…