Ex-deputada recebeu mais de R$ 4 milhões em dinheiro e combustível, revela documento

Informações divulgadas em proposta de delação premiada atribuída ao ex-deputado estadual Jose Geraldo Riva revelam que a também ex-parlamentar da Casa de Leis, Luciane Bezerra, teria recebido aproximadamente R$ 816 mil além do mensalinho definido no valor global de R$ 3,2 milhões.

Reforçando irregularidades, enquanto os outros deputados recebiam quatro mil litros de combustíveis mensais, Bezerra recebia 15 mil litros como forma de propina extra. Mais duas transações, uma de R$ 58 mil e outra de R$ 50 mil, também são apresentadas.

Os valores pagos de forma inconstante podem ter ligação com o péssimo relacionamento que José Riva possuía com Luciane Bezerra. As divergência políticas fizeram com que, segundo documento recebido pelo Olhar Jurídico, o ex-deputado Sérgio Ricardo atuasse como negociador exclusivo nas questões que envolviam a ex-parlamentar.

Os R$ 816 mil adicionais foram recebidos por meio do empresário Ricardo Novis Neves, dono de uma factoring em Cuiabá. Somente quando Sérgio Ricardo deixou a Assembleia Legislativa, houve negociação direta entre Riva e Bezerra.

Os detalhes constam em documento que teria sido encaminhado à procuradora de Justiça Ana Cristina Bardusco, chefe do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), no dia 27 de março.

As informações contra a ex-parlamentar não são novidade. Luciane Bezerra também é citada pelo ex-governador Silval Barbosa como um dos deputados que recebiam o chamado mensalinho na Assembleia Legislativa durante sua gestão.

A ex-deputada foi filmada pelo chefe de gabinete de Silval, Silvio Corrêa, supostamente recebendo maços de dinheiro.

Fonte :

Olhar Direto/Arthur Santos da Silva

Deixe seu comentário: