Juiz marca júri de acusado de matar homem por ciúmes em Tabaporã para outubro

O juiz Rafael Depra Panichella marcou, para o dia 1º de outubro, o julgamento do homem de 37 anos, que é o principal suspeito de assassinar Ezequiel Nascimento Lima, 35 anos. O crime ocorreu em Tabaporã, em maio do ano passado. A vítima foi morta a facadas após, supostamente, ser elogiada por uma mulher na qual o réu tinha interesse.

O júri popular será na câmara municipal de Tabaporã. Por esse motivo, Panichella determinou o recambiamento do acusado, que está na cadeia de Porto dos Gaúchos. O suspeito irá a julgamento por homicídio qualificado, supostamente cometido por motivo fútil e mediante recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima.

O acusado foi preso por policiais civis ao descer de um ônibus escolar, nas proximidades de uma comunidade em Tabaporã, horas após o homicídio. Com ele, também foi apreendida uma faca possivelmente utilizada para matar Ezequiel, que foi atingido por ao menos dois golpes no peito.

O crime ocorreu na epoca em um conjunto de quitinetes. O suspeito e a vítima passaram boa parte do final de semana consumindo bebidas alcoólicas às margens de um rio com duas mulheres. “O acusado tinha intenção de ficar com a mulher que elogiou os olhos de Ezequiel. Ao retomar para cidade, o suspeito entrou na quitinete pela janela, cometeu o crime e fugiu. Foi algo meio que premeditado”.

 

Fonte:
Só Notícias/Herbert de Souza

Comentários

comentários