Prefeitura de Porto dos Gaúchos assume erro em empenhos que envolveram nomes de ex-prefeito e ex-esposa, e emite nota pedindo desculpas

Uma reunião na manhã desta quinta-feira (18 de junho/20), mobilizou a equipe técnica da prefeitura para explicar o porquê empenhos em nome do ex-prefeito Revelino Brás Trevisan e da ex-esposa Joelma Morimã constarem no portal da transparência como beneficiários de pagamentos feitos pela atual gestão.

A denúncia sobre os supostos pagamentos foi veiculada aqui no Porto Noticias após a reportagem receber a denúncia dos vereadores Professor Enos, Professor Feijão e Kelly Duarte na última quarta-feira (17 de junho/20).

Conforme material recebido pela reportagem, diversos empenhos foram constatados pelos vereadores no Portal da Transparência em nome do ex-prefeito Revelino e de sua ex-esposa.

Após a veiculação da reportagem, o ex-prefeito Revelino entrou em contato com a redação e afirmou que tanto ele como Joelma, jamais receberam qualquer valor financeiro da prefeitura de Porto dos Gaúchos nesta gestão, e que não sabia do que se tratava, e nem por que seu nome e de sua ex-esposa constava no sistema de prestação de contas da prefeitura de Porto dos Gaúchos como sendo favorecidos com estes supostos pagamentos.

Em segmento a mobilização que se gerou no poder executivo municipal, para explicar o fato, uma reunião foi marcada pelo prefeito municipal e pelo presidente da câmara de vereadores na manhã desta quinta-feira (18 de junho), para a qual foram convocados a reportagem do Porto Noticias, os vereadores que levaram a publico o fato e demais vereadores. O prefeito compareceu acompanhado de secretários e assessoria jurídica da prefeitura.

Durante a reunião, dado espaço aos vereadores autores da denúncia, eles expuseram os motivos de levarem a público o fato, e ressaltaram que quem tem a obrigação legal de apresentar provas de que não houveram os pagamentos, é a gestão municipal, e que apenas fizeram o papel de fiscalizar. “Em nenhum momento quero acusar ninguém, pedimos oficialmente a explicação da gestão, e também comunicamos a imprensa, tornando público o assunto, afinal não era uma informação de rede social, estava em um site confiável que é o portal da transparência da prefeitura municipal”, ressaltou professor Enos.

Kelly Duarte rechaçou o esforço do presidente da câmara, vereador Paulo celso Ortega que a todo instante tentava criminalizar o papel prestado por eles de fiscalizar e levar o fato ao conhecimento público, e fez questão de deixar claro que deve ser respeitada a independência de cada um dos 09 vereadores, e que cada um age da forma que achar que deve no tocante ao desempenho de sua função e no papel de fiscalizador; “e os empenhos envolvendo ambos os nomes estava público no sistema, apenas levamos ao conhecimento da imprensa. Se houve erro não foi nosso, e sim da prefeitura e do responsável que alimenta o portal da transparência”, disse Kelly.

Professor Feijão, ressaltou que seriam omissos se constatassem o erro e nada fizessem; “isso é normal, e com essa ‘exaltação de ânimos’, parece que querem nos fazer virar réus, como se fosse nos vereadores que fossemos culpados pelo erro, mas se não fosse pra fiscalizar as ações do executivo eu não estaria na câmara hoje. Esta reunião é o que realmente esperávamos, que é o esclarecimento de toda a situação”, ponderou.

Na sequência, dado espeço ao contraditório, os representes da gestão municipal, prefeito, secretários e responsável pelo programa no portal da transparência, explicaram que a verificação dos nomes do ex-prefeito e ex-esposa no portal, não passaram de erro no sistema, e que a prefeitura jamais procedeu tais pagamentos.

Convocado pelo poder executivo, o responsável pelo sistema, Maycon Ghizzi, veio de Nova Mutum para Porto dos Gaúchos exclusivamente para participar da reunião, e assumiu o erro, pedindo desculpas publicamente a ex-primeira dama Joelma Morimã, que estava presente na reunião, ao ex-prefeito Revelino e aos demais que por ventura tiveram seus nomes envolvidos.

“Foi identificado que na exibição dos nomes dos credores não havia uma condição que vinculava ao sistema, buscando o nome do credor erroneamente. Prontamente o problema foi resolvido e também foi feito uma busca mais detalhada em todo o portal para averiguar possíveis erros deste tipo”, diz ele em nota.

Principal prejudicada, Joelma, por sua vez, expôs sua indignação por ter seu nome envolvido no erro do sistema de prestação de contas da prefeitura e citado na imprensa, e disse que tomará as medidas cabíveis contra os responsáveis.

Veja a nota emitida pela prefeitura de Porto dos Gaúchos sobre o caso, e veiculada no portal oficial do município.

 

2020-06-18

Fonte:
Porto Noticias

Comentários

comentários