Home Brasil Bolsonaro admite desmatamento e culpa países que compram madeira do Brasil

Bolsonaro admite desmatamento e culpa países que compram madeira do Brasil

2 min ler
0

O presidente Jair Bolsonaro admitiu nesta sexta-feira que há desmatamento e queimadas ilegais no Brasil, mas questionou a proporção dos dados divulgados, um dia após o próprio governo informar números recordes de desmatamento na Amazônia.

Na tradicional transmissão semanal ao vivo por meio de redes sociais, o presidente também responsabilizou a demanda internacional por madeira pelo desmatamento.

“Tem desmatamento ilegal, tem. É só os outros países não comprarem a madeira nossa”, disse o presidente.

“Tem desmatameto ilegal, tem alguma queimada ilegal? Tem queimada ilegal, tem. Mas não é nessa proporção toda que dizem por aí. E nós combatemos isso. Agora, alguns falam, ah, tem que combater mais’, você sabe o tamanho da Amazônia? Quantos países da Europa cabem na Amazônia?”, questionou.

Bolsonaro também voltou a repetir a tese segundo a qual a floresta amazônica não pegaria fogo e disse que críticas à política ambiental propagadas no exterior prejudicam a imagem do país e o ambiente de negócios.

Na quinta-feira, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) informou que o desmatamento da Amazônia atingiu a marca de 13.235 quilômetros quadrados entre 1 de agosto de 2020 a 31 julho de 2021, alta de 21,97% na comparação anual com o mesmo período.

Os dados foram apurados pelo Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes) e divulgados em um documento no site do governo federal.

Reuters

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + onze =

Verifique também

Prefeitura de Porto dos Gaúchos vai implantar programa Porteira Adentro que visa beneficiar pequenos produtores

Pensando no pequeno produtor rural, que muitas vezes não tem condições de arcar com a manu…