Deputados federais prometem R$ 10 milhões para ajudar na contrapartida para pavimentação de 65-km da MT 220

A MT-220 – rodovia que interliga os municípios de Juara, Novo Horizonte, Porto dos Gaúchos e Tabaporã a BR-163 em Sinop, enfim deverá ser completamente pavimentada.

Na segunda-feira (22 de julho), o deputado federal Juarez Costa (MDB), anunciou o repasse de R$ 10 milhões em emendas parlamentares dedicadas para obra na estrada estadual. O recurso entra como contribuição na contrapartida que deverá ser empenhada pela associação de produtores beneficiários da rodovia.

Com a contrapartida assegurada, o governo do Estado confirma a destinação de outros R$ 32,5 milhões para pavimentar o trecho.

Juarez disse que tomou conhecimento da dificuldade de viabilizar o recurso para contrapartida em uma reunião com o presidente da associação de produtores, Tião Piovezan. A partir disso, o deputado entrou em contato com os demais parlamentares da bancada federal. Juarez confirmou a destinou R$ 2 milhões para a MT-220 e ainda conseguiu o restante do recurso com a colaboração dos deputados Carlos Bezerra (MDB), Emanuel Pinheiro Neto (PTB), Leonardo Albuquerque (SDD), e Neri Geller (PP).

“Com a contrapartida viabilizada, temos o compromisso do vice-governador Otaviano Pivetta de que o Estado já libere de imediato o recurso para conclusão da pavimentação dessa rodovia”, afirma Juarez.

A MT-220 recebeu investimentos no governo Pedro Taques. A gestão passada viabilizou a pavimentação de aproximadamente 90 km de rodovia. Restam cerca de 65 km de estrada de chão, trecho que corresponde do trevo de Novo Paraná em Porto dos Gaúchos ao trevo de Tabaporã.

A MT-220 é a principal via para escoar a produção agrícola e pecuária da região. A rodovia também facilita o acesso a região do “Tapaiúna”, que conta com vários projetos de manejo florestal que abastecem a indústria madeireira de Sinop e região.

Inicialmente, o vice-governador Otaviano Pivetta havia se comprometido com lideranças locais a viabilizar, através de recursos do governo estadual, cerca de R$ 300 mil por quilometro pavimentado da MT-220. O restante deveria vir através da contrapartida dos produtores rurais.

Uma associação foi formada mas, em função do perfil dos agricultores da região, o levante financeiro não foi como o esperado. A associação ainda terá que arrecadar R$ 3 milhões.

A conclusão da pavimentação contribui para a logística regional do agronegócio, uma vez que o grande modal de escoamento deve ser a Ferrogrão, ferrovia que interliga Sinop ao porto de Miritituba no Pará.

 

 

Fonte:
Porto Noticias com Jamerson Miléski-GC Noticias

Comentários

comentários

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe atender
👋 Olá, como posso ajudar?