Desmatamentos aumentaram 75% em Mato Grosso

Os alertas de desmatamento em Mato Grosso aumentou 75% de 2018 para 2019. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe), essa semana. As informações constam em pesquisa sobre desmatamento na Amazônia Legal, do qual o estado faz parte.

Segundo a pesquisa, a área desmatada é a maior desde 2015, com 1.920 km² de área verde destruída. A área desmatada em 2018 foi de 1.093 km² em todo o estado. Mato Grosso fica atrás só do Pará entre os estados que mais desmatam.

A cidade com maior área desmatada foi Cocalinho (923 km a leste de Cuiabá), com 82,42km², seguida de Rosário Oeste (128 km ao norte), com 60,92 km² e em terceiro lugar São Felix do Araguaia (1.200 km a nordeste), com 43,83 km² de solo descoberto.

Em Cocalinho também está a área de proteção ambiental dos Meandros do Rio Araguaia. Em seguida a Estação Ecológica de Iquê, em Juína.

A levantamento feito pelo sistema Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) compila informações sobre áreas com sinais de degradação, não necessariamente efetivadas.

Os meses com maior número de alertas para áreas desmatadas foi julho, 527 km² de dano ambiental, seguido por agosto, com 336 km².

Em toda a Amazônia Legal, o desmatamento aumentou 85% em relação a 2018. A área com alertas chegou a 9.165,6 km². Já em 2018, o número foi de 4.946,37 km².

Fonte :

Gazeta Digital

Deixe seu comentário: