Home Mundo Homem negro é morto com 96 tiros em abordagem de trânsito nos EUA

Homem negro é morto com 96 tiros em abordagem de trânsito nos EUA

4 min ler
0

Durante uma abordagem de trânsito na cidade de Chicago, em Illinois, nos Estados Unidos (EUA), no dia 21 de março, um homem negro de 26 anos, Dexter Reed, foi morto com 96 tiros pela polícia. As imagens foram divulgadas, nessa terça-feira (9/4) pela Polícia de Chicago.

Segundo o Gabinete Civil de Responsabilidade Policial (Copa), Dexter teria realizado o primeiro disparo contra os policiais, que responderam com dezenas de tiros. O gabinete investiga se houve uso excessivo de força letal, pois um único agente atirou sozinho pelo menos 50 vezes.

As imagens divulgadas são as registradas pelas câmeras corporais dos cinco agentes envolvidos e foram divulgadas. São mais de 30 vídeos do momento em que os policiais param o carro do homem e perguntam o quê ele estava fazendo.

A emissora norte-americana CBS News divulgou que Dexter voltou ao subir a janela do carro após os avisos dados pelas autoridades para que ele não a fechasse e destrancasse as portas do carro. Na sequência, ele teria efetuado um disparo contra os agentes.

A polícia, em nota, afirmou que o homem foi parado por estar sem o cinto de segurança, mas a chefe da Copa, Andrea Kersten, questionou a veracidade da história em carta enviada superintendência da polícia.

“Especificamente, a Copa não tem certeza de como os policiais poderiam ter visto essa violação do cinto de segurança, dada sua localização em relação ao veículo e a tonalidade escura das janelas. Essa evidência levanta sérias preocupações sobre a validade da parada de trânsito”, afirmou Andrea Kersten.

“Durante a saraivada inicial de tiros, permaneceu em seu veículo e finalmente avançou, colidindo com um carro estacionado na frente dele. Em seguida, saiu do veículo pelo lado do motorista, deixando sua arma de fogo no banco do passageiro dianteiro, e começou a fugir pela traseira. Todos os quatro policiais dispararam novamente suas armas de fogo, atingindo-o várias vezes. Ele então caiu no chão e o tiroteio parou por um momento. Enquanto estava imóvel no chão, atirou mais três vezes”.

A Copa recomendou à superintendência que os agentes envolvidos no incidente sejam afastados do cargo, em especial o quê realizou 50 disparos, até que a investigação seja concluída.

Metropoles

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Mundo
Comentários estão fechados.

Verifique também

Porto dos Gaúchos divulga potencialidades turísticas, agrícolas e artesanal na FIT Pantanal 2024

A secretaria de Turismo de Porto dos Gaúchos, está presente na FIT PANTANAL 2024 que acont…