Home Juara PJC prende quadrilha que praticou roubos em Juara, recupera joia roubada, apreende drogas, armas e munição

PJC prende quadrilha que praticou roubos em Juara, recupera joia roubada, apreende drogas, armas e munição

6 min ler
0

Em menos de 24 horas após o assalto na residência de um cidadão de Juara, que teve o celular, uma corrente de ouro e R$ 5.000,00 (cinco mil reais), em dinheiro roubados e ainda foi agredido com uma coronhada na cabeça, ocorrido na noite do dia 23, a Polícia Judiciária Civil conseguiu localizar e prender os autores do roubo, o coordenador que deu apoio aos assaltantes, apreender três armas de fogo, 15 munições intactas, que estavam em poder dos criminosos.

Todos os elementos presos pela Polícia Judiciária Civil de Juara, são maiores de idade.

O delegado titular da Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Juara, Dr. Carlos Henrique Engelmann, convocou a imprensa para uma entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 24, para falar sobre a prisão dos elementos.

Dr. Carlos Henrique explicou que, durante as diligências encetadas logo após o cometimento do crime, a PJC conseguiu localizar o motorista que deu apoio aos assaltantes, portando uma significativa quantidade de drogas, destinadas ao tráfico na cidade.

Ao ser interrogado pelo delegado, o motorista confessou sua participação no roubo, dando apoio aos assaltantes e indicou os autores diretos do assalto.

Diante da confissão e indicação dos criminosos, a Polícia Civil localizou um dos assaltantes em uma residência, portando uma das armas usadas no crime e a pulseira roubada. Na mesma residência, os policiais capturaram outros dois envolvidos, um deles portando uma arma de fogo de calibre permitido e utilizando uma carteira de identidade falsa.

O delegado destacou que, ao investigar esses suspeitos, verificou-se a semelhança da maneira que operam, com um outro roubo ocorrido em Juara no dia 23 de março de 2024, numa residência do Jardim Eldorado. Na ocasião, os indivíduos armados renderam o morador de uma residência e furtaram uma quantidade significativa de joias.

Dentre os detidos na operação de ontem, três foram identificados como participantes do crime anterior. Outros dois suspeitos, envolvidos no roubo de março, estão presos em outra unidade prisional do Estado e serão interrogados em breve.

Na operação, a PJC retirou de circulação, três armas de fogo, drogas, um traficante e cinco criminosos diretamente envolvidos nos roubos.

Os elementos foram autuados em flagrante e permanecerão à disposição da justiça local e responderão aos inquéritos pelos crimes cometidos.

Dr. Carlos Henrique Engelmann deu detalhes sobre a investigação e o perfil dos criminosos envolvidos. O delegado explicou que a polícia trabalhou com a hipótese de que um dos autores do crime tivesse conhecimento relacionado ao comércio ou confecção de peças em ouro, dado o interesse específico por esses itens durante os roubos.

A suspeita foi confirmada quando um dos presos capturados na posse de uma arma de fogo, foi identificado como o autor intelectual dos roubos, cuja profissão estava ligada à ourivesaria, sendo um profissional que manipula e confecciona peças de joias em ouro.

O delegado também destacou a violência empregada pelos criminosos durante os assaltos, sendo que em ambos os casos, além do uso de armas de fogo, os assaltantes agrediram fisicamente as vítimas, causando-lhes lesões corporais.

Nesses casos, as agressões agravam o crime e aumentam as penas impostas aos criminosos, considerando o agravante genérico de uso de violência.

Alguns dos indivíduos já tinham passagens pela polícia e cumpriam penas em outras cadeias públicas do Mato Grosso.

Fonte: Show de Noticias

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Juara
Comentários estão fechados.

Verifique também

Vereadora Luciane Bündchen agradece parlamentares federais por recursos destinados a Porto dos Gaúchos

Em uso da tribuna na sessão na noite de segunda-feira, 17 de junho, a vereadora Luciane Bü…