Home Agronegócio Prefeito e presidente do Sindicato Rural de Porto dos Gaúchos participaram de reunião online sobre zoneamento e defenderam mudanças

Prefeito e presidente do Sindicato Rural de Porto dos Gaúchos participaram de reunião online sobre zoneamento e defenderam mudanças

5 min ler
0

Liderados pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), entidades do setor produtivo buscam com apoio da Assembleia Legislativa (ALMT) um novo Zoneamento Socioeconômico e Ecológico (ZSEE) para Mato Grosso.

Para discutir os impactos que o Zoneamento causará na região norte do estado, caso seja aprovado da forma que está sendo proposto pelo governo, a Aprosoja realizou na tarde de sexta-feira, 16 de abril uma reunião online que contou com a participação dos deputados Dilmar Dal Bosco e Janaina Riva, além de diversas lideranças dos municípios que podem sofrer impactos com o Zoneamento, entre prefeitos, vereadores e lideranças da classe produtora.

O prefeito de Porto dos Gaúchos, Vanderlei de Abreu e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais (Sindporto), participaram da reunião da sede do Sindicato Rural, e defenderam mudanças no Zoneamento, alertando que caso seja aprovado, da forma que está, o município de Porto dos Gaúchos por exemplo será muito prejudicado.

Em uso da fala durante a reunião, o prefeito de Porto dos Gaúchos expos que o Zoneamento da forma em que está sendo proposto foi pensado lá atrás, quando a região ainda estava iniciando na agricultura, e hoje o município é o 10º produtor de grãos de MT, e está sendo apresentado no projeto do zoneamento como área 100% para manejo florestal.

“Esse estudo tem que ser refeito, como citei na reunião online, temos o apoio da Assembleia, já vínhamos falando com os deputados sobre esse Zoneamento, e a Janaina Riva, os demais deputados já deram essa garantia pra nós que vai ser refeito esse estudo e que eles não vão aprovar dessa forma. Se isso fosse aprovado assim como está, engessaria a economia de nosso município e de vários outros da região norte”, alertou Vanderlei.

Na mesma linha de pensamento, o presidente do Sindicato Rural, Milton Carlos Zolin “Milton Carapó”, também defendeu mudanças no Zoneamento.

“É um estudo ultrapassado, iniciado em 2006, que era pra ser aprovado em 2011 e foi rejeitado por várias questões que já prejudicava outras regiões também. As coisas mudaram novas propriedades foram abertas, a fronteira agrícola se expandiu, em Porto dos Gaúchos mesmo hoje temos mais de duzentos mil hectares de área plantada e consta no zoneamento que nosso município é área de manejo florestal e agricultura familiar. Vejam vocês que não tem cabimento ser aprovado dessa forma que está sendo proposto, por isso temos que sensibilizar toda a sociedade mato-grossense, classe política e propor que se faça um novo estudo. Já está sendo cogitado pela assembleia, os deputados não vão aprovar da forma em que está e aí será feito um novo estudo de acordo com a realidade hoje do estado, pra ser posteriormente aprovado e sancionado”, defendeu o líder sindical.

Fonte: Porto Notícias

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Agronegócio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =

Verifique também

Zé Nerinho completou 90 anos de vida na quarta-feira dia 12 de maio

Quem completou mais um ano de vida esta semana foi o senhor José Nerinho. O patriarca da f…