Home Polícia Carlos Daniel se apresenta na delegacia e alega que tiro em Junior Reolon foi apenas para assustá-lo

Carlos Daniel se apresenta na delegacia e alega que tiro em Junior Reolon foi apenas para assustá-lo

4 min ler
1

O jovem Carlos Daniel se apresentou na delegacia de Polícia Civil de Porto dos Gaúchos por volta das 14h desta segunda-feira (17-07), acompanhado de seu advogado. Sua apresentação ocorreu após ter se mantido em local incerto desde a noite de sábado dia 15, quando efetuou um disparo de arma de fogo contra Junior Reolon dentro de uma conveniência localizada no centro da cidade.

Ao chegar à delegacia, Carlos Daniel falou com a imprensa, dando sua versão dos fatos. Segundo ele, o tiro disparado contra Junior tinha como único objetivo assustá-lo, reiterando que não tinha a intenção de matá-lo, o que explicaria, segundo ele, o fato de ter efetuado apenas um único disparo. Essa versão foi confirmada tanto por Carlos quanto por seu advogado, Deyvid Delbom.

Carlos Daniel afirmou que sua ação foi motivada pelo medo constante ao qual vinha sendo submetido. Ele alegou ter sido alvo de ameaças frequentes por parte de Junior, e havia registrado boletim de ocorrência contra Junior Reolon, que, segundo Carlos, já havia efetuado vários disparos contra sua residência anteriormente.

Carlos contou que o desentendimento entre os dois teve início em uma festa na comunidade São João, mas enfatizou que o relacionamento de Junior com sua ex-namorada não foi a motivação direta para o crime cometido por ele. Carlos ainda confessou a imprensa que após o ocorrido na noite de sábado, já recebeu novas ameaças e que teme também pela sua vida e pensa em mudar de cidade.

Carlos foi ouvido pelo investigador plantonista na delegacia e um inquérito será aberto para esclarecer todos os detalhes e averiguar a veracidade das informações apresentadas por ele. Outras testemunhas também serão ouvidas para reunir provas adicionais que possam auxiliar na investigação.

Deyvid Delbon enfatizou que seu cliente se encontra à disposição da justiça para prestar esclarecimentos e cooperar com as investigações em curso.

Fonte: Porto Noticias

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Polícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Polícia Civil resgata cachorros vítimas de maus-tratos no interior de Juara

Uma denúncia veiculada no sábado, 24 de fevereiro através de um vídeo nas redes sociais da…