Delegado de Juara ouve testemunhas para tentar esclarecer assassinato de Walmor da Fuck

Várias testemunhas e familiares já foram ouvidas pelos delegado Carlos Henrique Engelmann. Ele confirmou ao Só Notícias, que nenhuma linha de investigação foi descartada sobre a morte do pecuarista Walmor Gonçalves dos Santos, de 71 anos, conhecido como “Walmor da Fuck”, e da secretária dele, Aparecida Luciano Nogueira, de 49 anos, em uma residência localizada em uma chácara, a cerca de 1,5 quilômetro do centro de Juara no dia 9 de janeiro/2019.

“Os investigadores também já fizeram diligências para checar algumas informações que recebemos. O inquérito já fluiu bem com perícias. No entanto, ainda estamos perseguindo a autoria do crime que ainda é desconhecida da polícia. Temos várias linhas investigativas, estamos analisando todas e extraindo o máximo de informações possíveis para solucionar o caso”, explicou Engelmann.

Os laudos com a análise da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) de Juína apontado as possíveis circunstâncias de como pode ter ocorrido o crime ainda não foi entregues. “É um caso diferente já não foi subtraído nada do imóvel onde os corpos foram encontrados. Pelo contrário, havia até uma quantia em dinheiro. Não houve confirmação da subtração de objetos. Ainda não recebemos os laudos da Politec e estamos definindo a linha de investigação. Porém, o fato está desenhado para duplo homicídio. Não podemos afirmar nenhuma possibilidade. Dessa forma estaria desqualificando qualquer outra que possa ter ocorrido”.

Carlos Henrique disse ainda que o local onde ocorreu o crime pode dificultar a esclarecer o crime. “Não tivemos testemunha ocular e nem auditiva do fato. É diferente quando ocorrer um crime em uma área urbana que sempre tem uma câmera registrando. Existe uma dificuldade maior se comparando os locais, mas não será uma barreira para que não consigamos solucionar. Estamos trabalhando com muito empenho e sou um investigador paciente. Vamos conseguir descobrir o que ocorreu”.

Laudos preliminarmente dão conta de que os dois estavam mortos há mais de cinco dias no imóvel quando foram encontrados.

Walmor foi um dos pioneiros do município e madeireiro por muitos anos – era dono de serraria e trabalhou por cerca de 15 anos no setor.

 

Fonte:
Redação/Só Notícias/Cleber Romero

Comentários

comentários

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para lhe atender
👋 Olá, como posso ajudar?