Home Polícia Polícia de Porto dos Gaúchos prende suspeito de participação no assassinato do jovem Mateus Reato de 19 anos

Polícia de Porto dos Gaúchos prende suspeito de participação no assassinato do jovem Mateus Reato de 19 anos

5 min ler
0

Já esta atrás das grades o suspeito de ter assassinado na noite de sábado para domingo (21 de fevereiro) em Porto dos Gaúchos o jovem Mateus Reato. Mateus que tinha 19 anos, foi encontrado morto por volta das 7h da manhã dentro de uma cova aberta no cemitério municipal, com o corpo parcialmente coberto por uma lona automotiva.

O detido é Luan Daltro Gomes de Souza de 23 anos. Ele foi preso ainda no domingo, em ação Policial realizada em conjunto entre Policia Civil e Policia Militar, que em ato continuo logo após ciência do ocorrido, iniciaram as investigações sobre o caso e localizaram uma testemunha que viu o suspeito Luan saindo do cemitério na noite do crime.

O jovem preso, que diz pertencer a uma facção criminosa, já tem passagens pela Polícia e tinha deixado a cadeia recentemente. Em entrevista coletiva concedida ao site Porto Notícias e a TV Porto, no final da tarde de domingo, o delegado de Polícia Civil Dr. João Antônio Batista, disse que durante interrogatório, o suspeito preferiu se manter em silêncio e não deu nenhuma pista da motivação para o crime, e nem entregou se teve auxilio ou não de mais pessoas para cometer o crime.

Mateus Reato era muito conhecido na cidade, e trabalhava como frentista de um posto de gasolina. O assassinato do jovem deixou toda a cidade comovida e revoltada, uma vez que ele era reconhecido como um rapaz trabalhador, atencioso e muito querido por todos.

A imprensa, o delegado disse que a principal linha de investigação seguida pela Policia é de que pelo fato de Mateus ser irmão de um policial Militar atuante no município, a intenção foi passar uma mensagem da facção as forças de segurança. “Vou deixar uma coisa bem clara, essa facção não tem poder nenhum aqui, ninguém tem medo deles aqui, e esse tipo de comportamento não é aceito nesta região. Em nome da Policia Civil externamos todos nossos sentimentos aos familiares da vítima desse crime brutal”, disse o delegado.

O delegado pediu à justiça que converta a prisão em flagrante do suspeito em prisão em prisão preventiva, para que ele possa aguardar o julgamento preso. A Polícia continua investigando o crime, para elucidar alguns pontos, como por exemplo a forma usada pelo suspeito para atrair o jovem assassinado até o cemitério, e a participação ou não de mais pessoas no crime.

Relacionada: Jovem de 19 anos é encontrado morto dentro de cova no cemitério em Porto dos Gaúchos

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Polícia
Comentários estão fechados.

Verifique também

Expedição Rio Arinos, documentário sobre a colonização de Porto dos Gaúchos