Juiz de Juara alerta população sobre golpe de estelionato. Leia as orientações para não cair na cilada

O juízo da Comarca de Juara excelentíssimo Dr Juliano Hermont Hermes da Silva, encaminhou um ofício a rádio Tucunaré e demais órgãos de imprensa se manifestando sobre um golpe sofrido por um dos moradores da cidade, pois ao tomar conhecimento,comunicou imediatamente os fatos a Coordenadoria Militar do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso para as devidas providências.

Como resposta foi é informado pela Assessoria militar, que em outras cidades como Alta Floresta, Quatro Marcos, Cláudia, e também em outros Estados da federação esse tipo de golpe tem acontecido com a mesma forma de agir do golpista.

Entenda o golpe ocorrido em Juara

Um golpista através de um telefone fixo ligou para uma pessoa muito conhecida na cidade de Juara se identificando como o juiz substituto e deveria ficar por três dias na cidade e que, para isso precisava de um motorista que fosse de confiança com carro próprio, para transportá-lo durante esse período.

A pessoa que recebeu a ligação passou o contato de uma pessoa que conhecia para o estelionatário que se fazia passar para o juiz e este, entrou em contato com a pessoa indicada, acertou toda a questão do trabalho, o número da conta bancária para depositar adiantado os valores das diárias equivalente a 350 reais por dia. Em seguida o farsante encaminhou comprovante de depósito bancário e um pouco mais tarde, ligou novamente dizendo que houve um engano, pois suas secretárias teriam mandado o valor muito acima do combinado e assim, pediu restituição. A vítima não tinha o dinheiro no momento para devolver pediu emprestado e acabou devolvendo ao farsante R$ 2450,00.

Alerta

Preocupado em prevenir a população de novos golpes, o magistrado informa o que o poder judiciário do Estado de Mato Grosso e nem seus membros realizam a solicitação de bens e serviços a outros poderes e instituições. Explica ainda que toda comunicação que é feita, através de documentos formais e oficiais.

Diante de todo este problema, quer alertar e orientar a população com as seguintes recomendações:

1) Se o contato for feito via telefone celular ou telefone fixo que possua identificador de chamada, verificar se o código DDD é proveniente do Estado de Mato Grosso (65 ou 66);

2) Sempre responder ao interlocutor que a solicitação deve ser feita de maneira formal/oficial;

3) Em caso de dúvidas, havendo a indicação de se tratar de membro/servidor do Poder Judiciário, entrar em contato com o Poder Judiciário para obter maiores informações e;

4) SEMPRE suspeitar em caso de solicitação de valores ou devolução de depósitos bancários, devendo acionar imediatamente as Autoridades Policiais.

Fonte:
Acesse Notícias

Comentários

comentários