Alunos das escolas Oscar Soares de Juara e Francisco Saldanha Neto de Tabaporã participam de projeto que envolve experimentos químicos

Cerca de 40 alunos do 9º ano e 3º ano do Ensino Médio das Escolas Estaduais Oscar Soares, localizada no município de Juara, e Francisco Saldanha Neto, de Tabaporã, participam de um projeto que envolve experimentos químicos cujo foco é auxiliar no aperfeiçoamento do conteúdo através da prática.

Para a estudante Vitória Camile Geraldo, do 9º ano, da EE Francisco Saldanha, o projeto foi positivo, pois ela e os colegas aprenderam coisas novas. “Muito incrível essas aulas, pois aprendemos novos conteúdos. Adorei os alunos da outra escola interagindo conosco, pois aprendemos conversando, brincando. É bom que ocorra mais vezes”, comemora.

Segundo os professores Luiz Eduardo de Juara e Cleiton Alves, foram realizados alguns experimentos simples, mas de grande apelo visual, como sopro mágico, água furiosa, pasta de dente de elefante, sangue do diabo, além de reações sobre ácido e base e demonstração de uma destilação simples.

No entendimento dos professores, ficou notória a importância dessas atividades experimentais no ensino de química como forma de contextualizar os conteúdos e facilitar a aprendizagem.

“É muito importante para que sejam incorporadas tais práticas com mais frequência no processo de ensino de química, pois o intuito é superar ou pelo menos minimizar as dificuldades enfrentadas pela grande maioria dos estudantes em compreender os fenômenos químicos”, assinalam.

Cleiton Alves explica que a ideia surgiu após uma troca de informações com seu colega Luiz Eduardo que topou viajar 145 quilômetros de Juara até Tabaporã para apresentar o projeto. “Como o resultado foi altamente positivo, com certeza, vamos planejar novos projetos na área de química”, assegura.

Fonte :

Adilson Rosa | Seduc-MT

Deixe seu comentário: