Home Agronegócio Carlos César Floriano informa a publicação do zoneamento agrícola do milho para 2021/2022

Carlos César Floriano informa a publicação do zoneamento agrícola do milho para 2021/2022

8 min ler
0

As portarias 159 a 175 com o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2021/2022, para o cultivo do milho de 1ª safra foram publicadas no Diário Oficial da União em 9 de junho de 2021. Carlos César Floriano, CEO do Grupo VMX, informa que “cumprir as recomendações do Zarc é obrigatório para o produtor ter acesso aos benefícios do seguro rural e do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro)”.

Nestas portarias as seguintes unidades da federação foram contempladas: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Maranhão, Piauí, Acre, Rondônia, Tocantins, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Vários fatores contribuem para a produtividade do milho, sendo os mais importantes a disponibilidade de água, a interceptação de radiação solar pelo dossel, a eficiência metabólica e de translocação de fotossintatos para os grãos.

Para a obtenção de boa produtividade, a cultura do milho necessita de precipitação entre 500 a 800 mm de água, bem distribuídos durante o ciclo fenológico; temperatura média diária superior a 15ºC, livres de geadas, temperatura média noturna acima de 12,8ºC e abaixo de 25ºC; temperatura no período próximo e durante o florescimento, entre 15ºC a 30ºC e ausência de déficit hídrico.

Carlos César Floriano desvenda para que serve o Zarc

“O Zarc tem o objetivo de reduzir os riscos relacionados aos problemas climáticos e permite ao produtor identificar a melhor época para plantar”, explica Carlos César Floriano.

O modelo agrometeorológico considera elementos que influenciam diretamente no desenvolvimento da produção agrícola como temperatura, chuvas, umidade relativa do ar, ocorrência de geadas, água disponível nos solos, demanda hídrica das culturas e elementos geográficos (altitude, latitude e longitude).

Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e ainda poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). Além disso, muitos agentes financeiros só liberam o crédito rural para cultivos em áreas zoneadas.

Aplicativo Plantio Certo é explicado por Carlos César Floriano

O APP ‘Plantio Certo’ é um aplicativo, disponível de forma gratuita para sistemas operacionais Andoid (Google) e iOS (Apple), que auxilia produtores e agentes da cadeia do agronegócio, por meio da disponibilização das informações oficiais do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), numa interface de fácil compreensão.

Produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar por meio de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, facilitando a orientação quanto aos programas de política agrícola do governo federal.

A consulta ao Zarc no APP Plantio Certo permite que o usuário receba a indicação das diferentes taxas de riscos (20%, 30% e 40%) de perdas por eventos meteorológicos adversos, atrelados às suas respectivas épocas de plantio, abrangendo 43 culturas e todos os municípios do território nacional.

É possível também acessar as informações de forma mais detalhada, visualizando, em período de tempo próximo, o desenvolvimento da cultura frente às condições climáticas registradas.

Para as culturas de algodão herbáceo, amendoim, arroz (sequeiro e irrigado), cevada (sequeiro e irrigada), feijão (1ª e 2ª safras), girassol, mamona, milho (1ª e 2ª safras), soja, sorgo e trigo, também são informadas quais cultivares do Registro Nacional de Cultivares (RNC) estão habilitadas no sistema SisZarc, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para fins de zoneamento em cada município. Dessa forma, o Zarc – Plantio Certo se configura numa importante ferramenta de apoio à gestão de riscos e ao planejamento da produção, voltada principalmente aos agentes atuantes na cadeia de crédito e seguro agrícola.

Conforme informações de Carlos César Floriano, “os resultados do Zarc também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma ‘Painel de Indicação de Riscos’”, explica.

O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo foi desenvolvido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas/SP).

Assessoria
Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Agronegócio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − onze =

Verifique também

Policia Civil de Porto dos Gaúchos cumpre mandado de prisão contra integrante do CV acusado de homicídio em Tapurah

Policiais da Delegacia de Porto dos Gaúchos cumpriram na tarde desta sexta-feira (24 de se…