Home Política Professora Rosa Neide critica fake news de Bolsonaro contra o sistema eleitoral

Professora Rosa Neide critica fake news de Bolsonaro contra o sistema eleitoral

2 min ler
0

Em discurso nesta terça-feira (03), no plenário da Câmara, a deputada federal Professora Rosa Neide (PT) criticou a campanha de notícias falsas (fake News), que o presidente Bolsonaro vem promovendo contra o sistema eleitoral brasileiro.

“Em plena pandemia, com 557 mil pessoas que perderam a vida, vemos o presidente levando pânico à população, dizendo que nossas urnas não são seguras”, disse Rosa Neide no primeiro discurso após a volta do recesso parlamentar.

A deputada citou a ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para investigar Bolsonaro por ataques ao sistema eleitoral. ‘O próprio presidente da República diz não ter provas do que fala. Por isso é necessária a ação do TSE e do Supremo para frear o presidente’, disse.

Professora Rosa Neide criticou a pauta da Câmara dos Deputados. “O Senado, com a CPI da Covid, e o Judiciário estão buscando frear as loucuras do presidente, mas na Câmara temos uma pauta que não dialoga com as necessidades de nosso País”, criticou.

Confia o discurso na íntegra

Assessoria

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Política

Um comentário

  1. J.Cícero Alves

    09/08/2021 no 03:45

    A deputada federal Professora Rosa Neide está coberta de razão.

    De fato, as acusações de Bolsonaro contra as urnas eletrônicas são infundadas.

    Dizer que o atual sistema eletrônico de apuração de votos permite que os resultados sejam alterados e que, em razão disso, teriam ocorrido “fraudes eleitorais” em algumas eleições é pura invencionice.

    A apuração dos votos é feita automaticamente com a mais absoluta segurança. E todo o processo de apuração dos resultados pode ser acompanhado pelos partidos políticos, como bem evidenciado na matéria em pauta, bem como pelo Ministério Público, pela Ordem dos Advogados do Brasil e entidades fiscalizadoras.

    Por sua vez, como se viu, a PEC do voto impresso foi rejeitada pela Comissão Especial da Câmara. O parecer vencedor contrário à proposta será agora analisado pelo Plenário da Casa, onde o novo relator deverá sugerir o arquivamento da proposta.

    Tudo indica que realmente a tal PEC do voto impresso será postergada para o futuro, o que representa uma significativa derrota para o presidente Jair Bolsonaro.

    Todo esse barulho e bravata de Bolsonaro pela adoção do voto impresso, na verdade, nada tem a ver com falhas nas urnas eletrônicas ou fraudes em eleições passadas.

    O nome disso é desespero!!

    A cada dia que passa, é cada vez maior a insatisfação do povo em relação ao mandatário da nação. É o que mostram todas as recentes pesquisas de intenção de votos para 2022.

    É com isso que Bolsonaro tem se preocupado.

    E o culpado por essa crescente rejeição ao presidente da República não é outro, senão ele mesmo.

    Sua atuação como presidente da República tem sido até aqui uma demonstração gratuita de estupidez profunda.

    Seu governo não é somente péssimo, mas também trágico e letal para o povo: mais de 500 mil brasileiros mortos, e Bolsonaro fazendo motociatas por aí em clima de festa. Pergunta-se: para comemorar o quê ??!!

    O descaso do presidente Bolsonaro com a pandemia e as milhares de mortes dela decorrentes é intolerável e revoltante, e mostra de forma clara o seu imenso desprezo pelo povo brasileiro, revelando o que parece ser uma certa vocação fascista cada vez mais explícita nas ações e falas do presidente da República.

    Para muitos que o apoiaram e financiaram sua ascensão ao poder, Bolsonaro foi uma grande decepção. Percebem agora que o tal “mito”, na prática, não passa de um político despreparado, fraco, inconsequente e inseguro.

    Não por acaso, os maiores jornais do país – O Globo, o Estado de S. Paulo e a Folha de S. Paulo -, em editoriais recentes e incisivos, fazem duras críticas ao governo Bolsonaro, e dão o tom do que sucederá ao Brasil se o “capetão” se perpetuar no poder.

    Bolsonaro sabe que seus dias de presidente estão contados e tentará de tudo – TUDO – para permanecer no poder.

    Consciente do seu fracasso como presidente, o inquilino do Planalto tenta achar um meio de tumultuar o pleito eleitoral que se avizinha, pondo em dúvida o sistema eletrônico de apuração que é utilizado no Brasil há mais de 25 anos e até hoje não houve nenhuma comprovação de fraude.

    Em 27 anos como deputado, Bolsonaro nunca reclamou das urnas eletrônicas. Agora, ciente da derrota que amargará em 2022, Bolsonaro busca a todo custo instalar o caos e o terror no país a fim de legitimar uma eventual intervenção militar e fazer o Brasil mergulhar mais uma vez em um regime ditatorial opressor e sanguinário.

    E temendo que seu mandato seja abreviado por eventual impeachment ou pelo próprio STF, Bolsonaro tenta ganhar sobrevida, agarrando-se ao Centrão.

    Esquece-se Bolsonaro que o Centrão é um bloco político instável, volúvel, oportunista e por vezes infiel. Mais cedo ou mais tarde o abandonará e o lançará na cova dos leões.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =

Verifique também

Policia Civil de Porto dos Gaúchos cumpre mandado de prisão contra integrante do CV acusado de homicídio em Tapurah

Policiais da Delegacia de Porto dos Gaúchos cumpriram na tarde desta sexta-feira (24 de se…