Home Ultimas Notícias Professora Rosa Neide requer informações do governo sobre causas de apagão no CNPQ

Professora Rosa Neide requer informações do governo sobre causas de apagão no CNPQ

4 min ler
0

A deputada federal Professora Rosa Neide (PT) apresentou nesta terça-feira (03), Requerimento de Informação (RIC) 1001/2021, endereçado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), para que esclareça as causas do apagão nos sistemas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O RIC também é assinado pelo deputado federal Nilto Tatto (PT-SP).

Desde o dia 23 de julho a plataforma Lattes e Carlos Chagas estão indisponíveis e há grande preocupação referente a possível perda de dados de cientistas e pesquisadores do País.

O Requerimento contém 10 perguntas que devem ser respondidas pelo Ministério. Entre elas estão:

. Qual o valor destinado para as áreas meio do CNPq (como manutenção dos edifícios, pessoal, qualificação, TI, equipamentos e materiais diversos etc.), a cada ano, nos últimos dez anos?

. Qual o valor destinado especificamente para a manutenção e investimento nos sistemas e equipamentos de TI do CNPq, a cada ano, nos últimos dez anos? Qual valor está previsto para 2021?

. Quais são os contratos de terceirização vigentes para manutenção dos sistemas e equipamentos de TI do CNPq? Qual avaliação é feita sobre esses serviços?

O Apagão completou 10 dias nesta terça. Em nota divulgada na semana passada o CNPQ não deu prazo para retorno das plataformas.

Professora Rosa Neide ressalta que o CNPq é a principal agência de fomento à ciência e tecnologia do país, e completa 70 anos de existência neste ano. Entretanto vem passando por sucessivos cortes orçamentários.

“Segundo dados do SIOP, a preços de jun/21, o Orçamento geral do CNPq recuou de R$ 3,1 bilhões em 2013 para R$ 1,2 bilhão este ano. Já dados do IPEA mostram que o orçamento agregado dos três principais fundos de apoio à pesquisa científica e tecnológica do Brasil (FNDCT, CNPq e CAPES) chegou a R$ 13,7 bilhões em 2015, tendo despencado para R$ 4,4 bilhões no ano passado”, informou.

Clique aqui e leia o RIC na íntegra

Volney Albano/Assessoria 

Carregue mais postagens relacionados
Carregue mais por Porto Notícias
Carregue mais em Ultimas Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + onze =

Verifique também

Policia Civil de Porto dos Gaúchos cumpre mandado de prisão contra integrante do CV acusado de homicídio em Tapurah

Policiais da Delegacia de Porto dos Gaúchos cumpriram na tarde desta sexta-feira (24 de se…