Vereador Paulo Badalo volta a cobrar atendimento de fisioterapia na gleba São João

Em sessão realizada na última segunda-feira (04 de novembro/2019) o vereador Paulo Badalo (PT), voltou a cobrar através de indicação que a secretaria municipal de Saúde viabilize atendimento de fisioterapia na comunidade da São João em Porto dos Gaúchos.

A mesma indicação já tinha sido feita pelo vereador em março deste ano Veja Aqui

Em sessão realizada na última segunda-feira (04 de novembro/2019) o vereador Paulo Badalo (PT), voltou a cobrar através de indicação que a secretaria municipal de Saúde viabilize atendimento de fisioterapia na comunidade da São João em Porto dos Gaúchos.

A mesma indicação já tinha sido feita pelo vereador em março deste ano,

Na indicação, o vereador destacou que o atendimento se faz necessário pela grade demanda existente na comunidade São João, como também a distância da sede do município, o que eleva custos para o poder público e principalmente causa transtornos a quem necessita de ser atendido. “Os Custos com atendimento em loco é bem menor que o deslocamento de enfermos e com certeza vai atender um número maior de necessitados”, destacou.

Em tribuna, Badalo lamentou a falta de competência por parte do poder público para viabilizar o desenvolvimento do município, que no seu ponto de vista está deixando passar o auge do desenvolvimento que a seu ver está beneficiando apenas alguns grandes produtores, mas que não tem gerado renda e emprego no município; “que esse dinheiro que a agricultura traz para o município tenha reflexo no benefício de todos, sendo bem distribuído, pois não vejo isso hoje, não vejo o reflexo desse desenvolvimento na população mais carente”, destacou.

Outra preocupação colocada pelo vereador foi com relação as empresas de ônibus que tem atendido a região com transporte intermunicipal. Badalo apontou o lado negativo, que devido à queda dos preços das passagens, inviabilizando custos, estão deixando de passar pela gleba São João.

Finalizando sua fala, Badalo enalteceu o trabalho do vereador Oscar de Almeida Costa que atualmente estava no terceiro mandato de vereador, e teve que ser afastado devido a processo envolvendo improbidade administrativa, e também a trajetória de Miguel de Souza Arcanjo, cujo nome foi batizado com um torneio regional e a família recebeu uma moção de pesares na ocasião da sessão na câmara.

Fonte :

Porto Noticias

Deixe seu comentário: